"Nove e nove? Eu: dezenove... Eu só sabia rimar... Matemática de poeta: quem erra depois acerta, quem acerta pode errar"
Meu Bê-a-bá
(Luiz Fidelis)
letras
Cano de Saudade/ Poema Incidental: Se Voltares
(Accioly Neto)


Quando lembro de voc
Sinto uma coisa
Que remexe l por dentro
Como se fosse reviver cada momento
Das alegrias que marcaram nosso amor
Quando lembro de voc
D uma vontade de chorar
Que no seguro
Sinceramente, meu amor,
muito duro
Foi to gostoso
Que difcil de esquecer
Quando lembro de voc
O peito aperta
A boca seca
O olho chora
Daria tudo pra lhe ver
De novo, agora
Pedir perdo
E nunca mais largar voc

Pra que serve espinho sem a flor
O que vale a vida sem amor
Que adianta eu sem ter voc
Amor deixa disso e vem me ver

Poema Incidental: Se Voltares (Rogaciano Leite)

Como o sndalo humilde que perfuma
O ferro do machado que lhe corta
Hei de ter a minh'alma sempre morta
Mas no me vingarei de coisa alguma.

Se algum dia perdida pela bruma
Resolveres bater minha porta
Ao invs da humilhao que desconforta
Ters um leito sobre um cho de espuma.

Em troca dos desgostos que me deste
Mais carinho ters do que tiveste
Meus beijos sero multiplicados

Para os que voltam pelo amor vencidos
A vingana maior dos ofendidos
saber abraar os humilhados.

© Copyrigth 2009
Santanna O Cantador
Contato para shows:
(81) 99986 1783
Desenvolvimento:
SER Digital