"Nove e nove? Eu: dezenove... Eu só sabia rimar... Matemática de poeta: quem erra depois acerta, quem acerta pode errar"
Meu Bê-a-bá
(Luiz Fidelis)
letras
Si Filia / Poema Incidental: A Grandeza do Povo Sertanejo
(Bira Marcolino/ Ftima Marcolino)


Cad a lenha da fogueira
Si Filia
Cad o milho pra assar
Cad aquele teu vestidinho de chita
Que tu vestia pra danar
Cad aquele sanfoneiro
Que eu pedia pra tocar
A cano da minha terra
Um forr de p-de-serra
Que eu ajudava a cantar
Quando eu me lembro disso tudo
Si Filia
Me d vontade de chorar
Cad aquele balozinho
Si Filia
Que coloria meu lugar
Minha esperana ainda dorme
Si Filia
E eu com pena de acordar
Quebrar panela no terreiro
E a fogueira pra pular
Uma quadrilha bem marcada
E um belo So Joo de latada
Que era bom pra namorar
Quando eu me lembro disso tudo
Si Filia
Me d vontade de chorar.

Poema Incidental: A Grandeza do Povo Sertanejo (Maurcio Menezes).

A o poeta Maurcio Menezes disse:

Procurei encontrar inspirao
Num recanto de terra pequenina
Pra fazer um poema em descrio
Das histrias da vida nordestina
Mas olhando para a fora dessa gente
Vi que um verso no suficiente
Pra mostrar a beleza do que vejo
Um poema seria um disparate
No h verso no mundo que retrate
A grandeza do povo sertanejo

fotos com fãs
Envie sua foto com Santanna Veja as fotos de Santanna com seus fãs
discografia
Forr: A Dana do Dia-a-Dia
Forr: A Dana do Dia-a-Dia (2010)

Este trabalho pode ser encontrado no website da Atração: www.atracao.com.br
letras
TUDO POR UM GRANDE AMOR EU FAO,
TEM CARINHO, MUITO BEIJO, ABRAO
E MAIS...
O NOSSO AMOR
VAI SONHANDO COM OS PS NO CHO,
VOLTA E MEIA EU PEGO EM TUA MO
...

© Copyrigth 2009
Santanna O Cantador
Contato para shows:
(81) 99986 1783
Desenvolvimento:
SER Digital