"Nove e nove? Eu: dezenove... Eu só sabia rimar... Matemática de poeta: quem erra depois acerta, quem acerta pode errar"
Meu Bê-a-bá
(Luiz Fidelis)
letras
Ternura
(Janduhy Finizola)


Eu quero que voc seja s minha,
To minha como seu o meu amor,
Assim, somente assim a gente fica
Sem segredo e sem ter medo
Que a vida v nos separar
Eu quero a sua noite e seu dia
Viver sempre a pensar seu pensamento
Deixar que o alvoroo dessa vida
Seja um canto e um poema
No tema da nossa razo

Amor, meu querer to sincero
Com voc eu sempre espero
Uma vida sem sofrer
Ternura de luar da madrugada
Meu destino, minha estrada
Mata a minha solido


© Copyrigth 2009
Santanna O Cantador
Contato para shows:
(81) 99986 1783
Desenvolvimento:
SER Digital