"Nove e nove? Eu: dezenove... Eu só sabia rimar... Matemática de poeta: quem erra depois acerta, quem acerta pode errar"
Meu Bê-a-bá
(Luiz Fidelis)
letras
Veneza, Veneza
(Accioly Neto)


a moa bonita, aliana no dedo
o cabelo comprido, perfume, batom
um velho cansado caminhando lento
Eh boi!
a fila do INAMPS, o TRIANON
seis horas da tarde
um formigueiro
De buzinas e luzes e olhos e som
um rio que passa
Sem ser passageiro
Eh boi!
Espelhando a cidade, misria e non

o centro da feira
Com seus labirintos
E mil molhos de coentro
Pra se tropear
o rapa
o tapa
a bronca
a briga
Eh boi!
E a gente se sente
Em plena Bagd
a "gang" de rua
Saindo pra caa
seu vidro fechando com medo de mim
uma rua nova que virou hospcio
Eh boi!
De sentir saudade
De ser do jasmim.
fotos com fãs
Envie sua foto com Santanna Veja as fotos de Santanna com seus fãs
letras
Ela era miudinha
Botei seu nome tamborete de forr
Mas quando ela me deu uma olhada
Senti logo uma flechada
Meu corao foi logo dando um n

Ela danando...

© Copyrigth 2009
Santanna O Cantador
Contato para shows:
(81) 99986 1783
Desenvolvimento:
SER Digital